A comunicação e a missão


"E disse-lhes (Jesus): Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Mc 16:15).

A comunicação é o elemento básico da pregação da mensagem. Sem ela, a missão confiada aos homens estará comprometida, uma vez que lidarão com idéias e com a necessidade de expressá-las a um número cada vez maior de ouvintes. A clareza da exposição dessas idéias dependerá do domínio das técnicas da comunicação, bem como da correta utilização dos princípios que a regem. Essa comunicação deve ser efetivada com e sem palavras, ou seja, pela pregação e pelo testemunho.

O crescente número de rádios e canais de TV que estão à disposição da Igreja é outro elemento que enfatiza essa necessidade. O despertamento desses veículos ressaltou a necessidade de se levar o evangelho às pessoas com a utilização dos mesmos, bem como de se fazer um acompanhamento do trabalho envolvido. "Todos quantos estejam relacionados com a obra devem manter idéias novas" (Evangelismo, p. 178).

Em virtude de estarmos vivendo a era da informática e da eletrônica, torna-se imprescindível um contato com estes elementos para que haja uma contextualização de nossos métodos, tornando-os compatíveis com as exigências desse tempo. "Deus deseja que sigamos métodos novos, ainda não experimentados" (Evangelismo, p. 125).

Entretanto, a comunicação que objetiva levar uma mensagem que transforme a vida das pessoas não se faz através de um processo meramente técnico, mas primordialmente espiritual.

A linguagem deve carregar os sentimentos e a verdade - que é Jesus. Essa linguagem, além de ser suave e simples, deve conter em sua delicadeza uma força tal que fertilize a mente, o coração e transforme a vida. Essa comunicação não é a responsabilidade de qualquer tipo de linguagem, mas é o privilégio de quem se propõe a pregar aquilo que vive: Jesus. Acima de tudo, a comunicação dentro do ministério prova que você não comunica o que você quer; você comunica, primeiramente, o que você é. Para tanto, é preciso se entregar cada vez mais ao Espírito Santo para ser usado por Ele.

"Mas o professor da verdade sagrada só poderá comunicar aquilo que ele conhece por experiência própria. 'O semeador semeia sua semente. ' Cristo ensinava a verdade, porque Ele era a verdade. Seu pensar, seu caráter, sua experiência da vida eram incorporados em seus ensinos. Assim também é com seus servos; os que querem ensinar a Palavra de Deus precisam apropriar-se dela pela experiência pessoal" (Parábolas de Jesus, p. 43).

Bibliografia:
• Bíblia sagrada
• White, Ellen G. Evangelismo, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP, 1999
• White, Ellen G. Parábolas de Jesus, Casa Publicadora Brasileira, Tatuí, SP, 1999
• Guia para diretores de Comunicação, DSA, 2009

Thiago dos Santos

4 comentários:

Bom dia!
Thiago, sei que já estamos no final de 2009, mas gostaria de obter o "Guia para diretores de Comunicação, DSA, 2009". Você poderia me orientar quanto a aquisição?

Att,

Luciene Cruz

Não faço idéia, esse matarial foi produzido por uma agência de publicidade na qual eu trabalhei, estes manuais foram impressos no começo do ano, fique esperta para os manuais de 2010!

mande um e-mail para

ticosantos@hotmail.com

me lembre sobre o manual em dezembro,se eu souber de alguma produção aviso você como conseguir um...

t+ abraços

Olá Thiago,
O Guia para Diretores de Comunicação, foi produzido pela Divisão Sul Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia, ele está disponível no Departamento de Comunicação das Associações(escritórios regionais) da Igreja Adventista. Esse guia também está disponível no site www.portaladventista.org/comunicacao

Um forte abraço,
Pr. Edson Rosa

Valeu Edson!!

Dayla Babrbosa
(Manaus/AM)

Postar um comentário